Atas das Sessões Plenárias

Ata da 52ª Sessão Ordinária do segundo período de Legislatura da Câmara Municipal de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro

Ata da 52ª Sessão Ordinária do segundo período de Legislatura da Câmara Municipal de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro

Ata da 52ª Sessão Ordinária do segundo período de Legislatura da Câmara Municipal de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, realizada aos três dias do mês de outubro de 2013, às 18 horas e trinta minutos, no Ginásio Poliesportivo João Borges Machado, em Euclidelândia, 3º distrito, sob a Presidência da Vereadora Renata Huguenin de Souza e que contou com a presença dos Vereadores Antônio Geraldo Moura Lima, Carlos Tadeu da Silva Leite, Ciro Fernandes Pinto, Homero Ecard Roque, José Augusto Filho, Jorge Carlos Carvalho Quindeler, Ocimar Merim Ladeira e Sebastião Carvalho Cesário a exceção da Vereadora Emanuela Teixeira Silva e do Ver. Rafael Silva Carvalhaes. Em seguida, a Presidente convidou o Ver. Sebastião Carvalho Cesário para compor a Mesa como 2º Secretário solicitou a leitura da Ata da Sessão anterior, que após ser lida obteve aprovação por unanimidade dos presentes. Na sequência, a Presidente solicitou a leitura do expediente recebido que constou do seguinte: PODER EXECUTIVO: Ofício n.º 047/2013; PODER LEGISLATIVO: Projeto de Lei n.º 067/2013, do Ver. Ciro Fernandes Pinto; Projeto de Resolução n.º 007/2013, do Ver. José A. Filho; Indicação n.º 177 e 178/2013, do Ver. Sebastião C. Cesário; Indicação n.º 178/2013, do Ver. Carlos Tadeu S. Leite; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. Sebastião C. Cesário a senhora Niuza Xavier Mendes Rozalino; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. Sebastião C. Cesário a senhora Isaura Brites Machado; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. Sebastião C. Cesário a senhora Esmerinda Machado Carvalho; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. Antônio Geraldo M. Lima ao senhor Adelino Daflon Machado; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. José Augusto Filho ao Jornal da Região; Moção de Parabenização apresentada pelo Ver. Ciro Fernandes Pinto ao Jornal da Região. Em seguida, a Presidente convidou a todos para de pé acompanharem a leitura do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas Capítulo 10, Vers.1-10. Em seguida, a presidente lembrou, que conforme lido na sessão anterior, o Exmo. Senhor Saulo Gouvea, Prefeito de Cantagalo, se inscreveu e fará uso da Tribuna Livre. Para tanto solicitou ao assessor de comunicação que procedesse a leitura da Resolução que criou a tribuna. Na sequência, a presidente convidou o senhor Saulo Gouvea para ocupar a tribuna. Inicialmente o prefeito usou a palavra para cumprimentar a todos, ressaltando o prazer de estar no distrito nessa sessão itinerante da câmara. Após fazer comentários iniciais acerca das dificuldades enfrentadas no início do governo, o Prefeito Saulo Gouvea disse que encontrou a prefeitura saneada, com saldo em caixa de R$125 mil reais e está trabalhando com o orçamento do governo anterior, e vinha enfrentando algumas dificuldades. A principal dificuldade do município de Cantagalo hoje, porque é considerado um município rico, que tem três cimenteiras, isso é pura ilusão, porque todos sabem que o município tem setecentos quilômetros quadrados, que conta com aproximadamente mil e duzentos quilômetros de estradas vicinais, somos considerados ricos com um orçamento anual de R$74 milhões, não querendo comparar Cantagalo, mas acho que temos que comparar Cantagalo para saber por que tomamos a fama de município rico e não somos ricos. O município de Cordeiro, nosso vizinho, que tem um território que não é 20 ou 30 por cento do território de Cantagalo, consiste mais numa região urbana, tem um orçamento de cinquenta e poucos milhões, um município muito menos extenso, tem um orçamento que só vinte milhões a menor do que o nosso, Temos outro município vizinho de Macuco, que tem um orçamento de R$49 milhões para nove mil habitantes, então, proporcionalmente, o município não é rico, o município depende de verba do governo federal, do governo estadual, para que possam efetuar obras de maior vulto. Disse que por não poder contratar pessoal, há dois meses recebeu uma máquina retroescavadeira do governo federal e ela está parada por falta de operador de máquina, a prefeitura só tem dois operadores para os quatro tratores que tem, não pode contratar ninguém para trabalhar nesses tratores, além disso, consertaram todos os caminhões, mas não tem motorista para todos. Comentou também, que na saúde, faltam profissionais no Paraíba, em Boa Sorte tem médicos por causa do programa do governo federal, porque não pode mais contratar por tempo determinado, só pode contratar através de concurso público e haverá um concurso público, acredita até novembro. Fará concurso público, porque está tomando medidas enérgicas para que no ano que vem possa melhorar a arrecadação do município, fiscalizando mais, resolvendo o problema do IPAM, que não tem culpa de nada, a culpa é da irresponsabilidade de governos muito lá atrás, que quando fundaram o instituto não repassaram os recursos que deveriam repassar, hoje a prefeitura é penalizada, tendo que repassar ao IPAM aproximadamente trezentos mil por mês e essa quantia entra na folha de pagamento, então, estão vendo uma solução legal junto à UFRJ e a COOPETEC, para que esses recursos que são repassados ao IPAM saiam da folha de pagamento. Implantou na saúde municipal uma relação de todos os medicamentos, cadastraram usuários no sistema, porque eram fornecidos remédios para pessoas de outros municípios, enfim, acabava faltando medicação para a população do município. Ressaltou que já foram gastos aproximadamente R$1.200.000,00 em medicamentos este ano, não são medicamentos básicos não, são medicamentos de marca e genéricos, sabe que às vezes falta alguma coisa, mas estão lutando para que isso não aconteça. Têm ainda vários exames que atendem aos pacientes, exame de alto custo, e também o transporte de pacientes dia e noite para outras unidades de saúde que tem uma capacidade resolutiva melhor que a do município. Ressaltou que estão prestes de reverter essa situação, pois está sendo feita uma parceria com a iniciativa privada, de forma que se possa ter um CTI com treze leitos em Cantagalo, e talvez, um sonho que já está se tornando realidade, também na iniciativa privada, é a cirurgia cardíaca e outras cirurgias de grande porte, que poderão ser feitas tendo esse CTI em Cantagalo. Isso será viabilizado através de um consórcio de saúde, do qual é o presidente, que já está montado, e irá melhorar e viabilizar a saúde de dez municípios do mesmo porte, pois não adianta ter Friburgo como polo para receber recursos para ser polo da região, se infelizmente Friburgo não consegue resolver nem os próprios problemas. Será construída onde é o PAM, uma unidade básica de saúde e uma policlínica, já tem um projeto pronto, encaminhado à secretaria de saúde do Estado, e isso já é uma realidade.  Após comentar vários assuntos relacionados ao município, o Prefeito Saulo Gouvea disse que Cantagalo ia receber R$1.500.000,00 do Estado, mas foi até o Rio, e em reunião com o governador consegui a liberação e Cantagalo receberá R$6 milhões de reais do Programa Somando Forças do Governo do Estado, esse dinheiro é muito bem vindo, porque está lutando muito para melhorar o município. Além disso, Cantagalo receberá cinco milhões e pouco do PAC II, no qual serão feitas obras em todo o município de Cantagalo, e para Euclidelândia, dos seis milhões que o município recebeu do Programa Somando Forças, três milhões e cem serão alocados no distrito, para asfalto, contenção, drenagem e barrancos que estão caindo, será uma obra muito complexa. O dinheiro ainda não está na conta, mas todos os projetos para esses seis milhões já estão com o governo do estado, e tem certeza, que já aprovaram os recursos, vão aprovar esse projeto também. O restante desse recurso será aplicado na água do Bairro BNH, pois o bairro cresceu e o poço não dá vazão ao consumo e eles estão constantemente sem água, então, parte deste recurso será usado para construir um novo poço artesiano com um reservatório com capacidade de armazenamento de 100 mil litros d’agua, além de, a secretaria de assistência social estar instalando no bairro, caixas d’águas em todas as casas. Outra parte do recurso de seis milhões, será utilizado na abertura de uma nova rua, que vai entrar pelo antigo UOC e vai sair na AABB, para tentar desafogar um pouco o trânsito de Cantagalo, além de pavimentar uma rua no Bairro São José, e mais algumas ações pequenas. O dinheiro do PAC II será usado na pavimentação dos Bairros São Pedro I e São Pedro II, que dará um pouco mais de dignidade aos moradores. Finalizando o Prefeito Saulo Gouvea agradeceu a presidente e aos demais vereadores, e disse que a prefeitura está de portas abertas para atender a todos, ressaltando que estava ali na qualidade de servidor público para servir, e vai servir da melhor maneira possível, prestigiando a todos de forma igualitária, e de forma que a vontade da maioria seja atendida por ele. Em seguida, segundo a ordem de inscrição, a presidente franqueou a palavra ao Ver. José Augusto Filho para que ele arguisse o prefeito. Com a palavra, o vereador perguntou se o prefeito tinha algum projeto que possa aumentar a arrecadação em curto prazo, e em resposta, o prefeito disse que já está em processo licitatório uma atualização da planta de valores do município de Cantagalo, porque existe uma cobrança de IPTU no município muito injusta, porque temos casas e apartamentos ótimos no centro de Cantagalo, que foram construídos a mais de 15 anos e pagam um IPTU muito menor do que aquela casinha simples que foi construída no Bairro São José ano passado, porque o valor desse imóvel de luxo está baseado no valor de quinze anos atrás e a casinha construída no ano passado, tem um valor na prefeitura, maior do que esse imóvel construído há muitos anos, existe uma discrepância muito grande, então, será atualizado para corrigir. Outra medida que está tomando, é através da busca e da fiscalização do recebimento do ICMS do município, uma vez que tem algumas indústrias que faturam o que produzem para o município do Rio de Janeiro, não está falando vagamente, pegaram todos esses dados no DRM, e está tomando providências. Na segunda indagação, o Ver. José Augusto perguntou se o prefeito conseguirá reduzir o limite prudencial da folha de pagamento para realizar o concurso público, e em resposta o prefeito disse que, está fazendo o concurso porque tem certeza, no concurso serão chamados primeiro cinquenta cargos que, eram contratações temporárias do ano passado e o restante ficará no cadastro de reserva válido por dois anos, prorrogáveis por mais dois anos. A outra medida que vai refletir diretamente na folha de pagamento é a negociação já citada junto a UFRJ e a COOPETEC, já agendou uma reunião com o presidente da PREVRIO, porque lá eles usaram esse mecanismo, que é repassar recurso dos royalties para o IPAM, ai eles vão sair da folha de pagamento também, será mais uma medida, que se concretizando, os vereadores também participaram desse fato, que irá impactar diretamente na folha de pagamento.  Na terceira e última pergunta, o vereador perguntou ao prefeito se quando ele fala do alto gasto com remédios, esse alto gasto não seria de uma base de saúde que deveria estar sendo feita há muito tempo, como por exemplo, uma saúde preventiva e, em resposta, o prefeito disse que o problema de Cantagalo é que existe um assistencialismo muito grande, tem pessoas que tem carro zero quilometro guardado na garagem, e vai a prefeitura exigir os seus direitos de ter a medicação. Em sua opinião, ele tem direito, mas poderia exercer a sua cidadania com bom senso, e saber que ele tem condições de comprar esse medicamento, dando oportunidade para aqueles que realmente não podem comprar esses medicamentos. Sobre a saúde preventiva, o prefeito declarou-se adepto da saúde preventiva, pois enquanto secretário de saúde no governo do senhor Wilder de Paula, trouxe para Cantagalo o Programa de saúde da Família, trouxe porque acredita que a prevenção é a melhor, em primeiro lugar para a saúde de todos, em segundo lugar, para que o sistema possa economizar lá na frente com exames de alto custo, cirurgias e outros procedimentos que tanto oneram o sistema de saúde. Retornando a palavra, o Ver. José Augusto disse concordar com o prefeito, porque de fato, as pessoas que tem maior esclarecimento usam mais o seu direito, as pessoas mais humildes, às vezes não usam o direito que a lei dá de ir lá brigar, ir à justiça, e arrumar o seu remédio, razão pela qual, em sua opinião, tem que se dar uma segurada ao máximo nessas pessoas e atender aquelas pessoas mais necessitadas. Em seguida, o Ver. Ciro Fernandes, inscrito para arguir o prefeito, usou a palavra para agradecer ao mesmo por ele vir a esta Casa dar explicações ao povo e aos vereadores, isso é muito importante, pois outros prefeitos nunca fizeram isso, razão pela qual, está muito satisfeito com o prefeito, agradecendo pelos três milhões de reais que serão destinados ao distrito de Euclidelândia. Após tecer outros comentários, o vereador declarou sua total confiança no governo do atual prefeito, e por isso, faz parte dele com muito orgulho. Finalizando, o Prefeito Saulo agradeceu as palavras do Ver. Ciro, e disse que seu empenho é esse, a sua palavra é essa e podem ter certeza, que ele, Saulo, sempre teve um compromisso de em sua vida, de buscar sempre fazer o melhor possível, a perfeição a Deus pertence, mas às vezes, ele pensa que deve ser menos humilde e buscar a perfeição, por isso vai lutar com todas as suas forças. Agradeceu ainda, a presidente e aos vereadores pela vinda a esta Casa, mas infelizmente, não poderia esperar pelo final da sessão, pois tinha um compromisso familiar que não podia faltar, razão pela qual, pediu desculpas a todos, e mais uma vez deixou a prefeitura a disposição de todos os Edis, parabenizando-os pelo trabalho que vem fazendo em parceria com o executivo, porque todos eles querem realmente, é o bem estar da cidade. Na sequência, a presidente agradeceu em nome dos vereadores a presença do prefeito, parabenizando-o pelo seu desempenho em buscar recursos seja no Rio ou em Brasília, para a melhoria da qualidade de vida do município, haja vista a verba anunciada de seis milhões, e Euclidelândia está sendo privilegiado, acha muito justo contemplar Euclidelândia, porém, lembrou que, nesses seis milhões, o governo do estado destinou também a verba para a reforma da câmara, que teve o projeto encaminhado pelo próprio prefeito e aprovado pelo governo, e por isso aguarda pela verba. Disse também, que a câmara está de portas abertas para o executivo, pois sabe a importância da harmonia entre os poderes executivo e legislativo, para que possam contribuir sempre dando o melhor para o crescimento da população de Cantagalo. Em seguida, a presidente convidou o Ver. Homero Ecard para ocupar a cadeira da presidência, para que a mesma pudesse fazer uso da Tribuna. Sendo assim, segundo a ordem de inscrição, fez uso da Tribuna a Vereadora Renata Huguenin para inicialmente justificar a falta da Vereadora Emanuela e do Ver. Rafael, que foram a todas as sessões itinerantes, mas por motivo de força maior não puderam comparecer esta noite. Na sequencia, a vereadora explicou o porquê da sessão itinerante e a sua finalidade, uma vez que, como o município é muito grande, com vários distritos, é importante levar o trabalho da câmara para perto da população que, não tem a oportunidade de assistir a sessão na sede do município. Explicou também, qual é o papel do vereador na câmara como um todo, desde fazer a fiscalização até o de legislar, legislar em prol da comunidade, apresentando emendas aos projetos para melhora-los proporcionando, assim, melhores condições de vida a população. Explicou ainda, que em função da interdição de parte da câmara, as sessões ordinárias estão sendo realizada na sede da banda toda terça e quinta-feira, as 18horas e 30 minutos, para as quais todos estão convidados. Finalizando, a vereadora Renata agradeceu a presença de todos, em especial da população presente, pois sabe que há uma grande diferença entre a audiência pública para uma sessão da câmara, onde há muitas leituras, mas é necessária e influenciará futuramente para a melhoria da população. Em seguida, fez uso da Tribuna o Ver. Sebastião Cesário para inicialmente cumprimentar a todos, e pós isso, comentou que faria uma prestação de contas do seu trabalho, pois tem lutado pelo seu distrito em obras, esporte, educação, no transporte, e nessa obra que o prefeito falou hoje, que tem uma verba de três milhões e cem mil, é uma obra que até gostaria de fazer uma indicação, mas na verdade, esta obra não é uma conquista sua é uma conquista da comunidade, porque é ela que vem pedindo a muito tempo, de modo que, não cabe a ele ser indicador da obra e sim, a comunidade que realmente necessita. Ressaltou que hoje, não representa apenas o distrito de Euclidelândia, pois ele é vereador de todo o município, razão pela qual, já visitou as obras da creche do Bairro São José, visitou também a zona rural em companhia do Ver. Jorge Quindeler falando entre outras coisas, sobre o patrolamento das estradas, estive ainda no Paraíba visitando as obras de calçamento que foram feitas. A seguir, o Ver. Sebastião Cesário a presidente que, em hora oportuna o autorizasse a fazer a entrega das moções. Em aparte, o Ver. Ciro Fernandes comentou o trabalho que o vereador vem desenvolvendo no seu distrito, reconhecendo a sua luta para trazer melhorias para a comunidade, e fez questão de ressaltar a humildade do vereador, dizendo-lhe que a humildade leva o homem a grandes conquistas, razão pela qual, o parabenizou e desejou que ele continuasse trabalhando assim. Retornando a sua oratória, o Ver. Sebastião lembrou que foi eleito com um voto seu, o resto foi das pessoas que confiaram nele, então, ele fala que, hoje, responde não pelo seu voto, mas sim, pelo voto daqueles que confiaram nele. Na sequencia, fez uso da palavra o Ver. Antônio Geraldo Lima para inicialmente cumprimentar a todos e falar da sua satisfação por estar no distrito de Euclidelândia, e parabenizou a presidente pela iniciativa de trazer essa sessão itinerante para o distrito, é uma oportunidade de os moradores assistirem de perto o trabalho dos vereadores. Quanto ao Ver. Sebastião, disse que hoje pode dizer que é seu amigo, eram conhecidos e começaram a se aproximar na campanha política, por isso reconheceu e parabenizou o vereador pelo excelente trabalho que vem fazendo em Euclidelândia, e em toda Cantagalo, reconhecendo ainda, que as obras são influência dele sim, é interesse de todos os vereadores, mas ele vem lutando por Santa Rita, razão pela qual, parabenizou mais uma vez o vereador. Em seguida, fez uso da Tribuna o Ver. Homero Ecard para inicialmente cumprimentar a todos, e ressaltou a sua satisfação de estar no distrito, o qual conhece bem. Aproveitou a oportunidade para comentar seus projetos, dentre eles, o voltado para a criação da semana do homem, que visa conscientizar o homem da necessidade de saúde preventiva. Comentou ainda, dois projetos do executivo cantagalense, o primeiro, regulamenta a atividade de comércio ambulante no município, pois tem empresários de fora alugando casa em Cantagalo, colocando pessoas para vender produtos como ambulante, prejudicando o comércio local, e o segundo, trata da concessão do tíquete cesta-básica para os servidores que se encontram de licença médica, claro que o prefeito gostaria de estender aos aposentados, mas infelizmente é inconstitucional e não pode razão pela qual, declarou sentir-se realizado como vereador e agradece a todos. A seguir, fez uso da Tribuna o Ver. Carlos Tadeu Leite para inicialmente, cumprimentar a todos e dizer da sua alegria por estar em Euclidelândia, e comentou em seguida, que fez uma indicação de um rolo compactador para as estradas vicinais, porque vê que hoje, o governo fez seus esforços para melhorar as estradas vicinais, e como produtor rural, vê que nesse caso, há esforços, mas há também desperdício com o dinheiro público, porque se põe saibro de manhã, vem agora o período das águas, chega a tarde vem uma chuva e leva esse saibro embora, e no dia seguinte, o produtor, aqueles que usam as estradas estão novamente sem passagem, além de ficar muitas pedras, então, se não for compactado há risco de acidentes. Em seguida, o vereador comentou o êxodo rural e suas consequências, relacionando as várias necessidades de esforço que devem ser feitas pelo poder público, para corrigir os vários problemas causados por esse êxodo, mas principalmente, para incentivar o homem do campo, porque é de lá que vem a comida, vem à roupa e vem tudo mais, não adianta falar que precisa melhorar só a saúde e a educação, pois de barriga vazia ninguém tem saúde, de barriga vazia ninguém faz nada. Disse ainda, que não adianta chegar a Euclidelândia e dizer, ah eu vou fazer isso, eu vou fazer aquilo, quem sabe são as pessoas que moram aqui, elas é que sabem das suas dificuldades, sabem o que mais precisa em Euclidelândia, a partir do momento que o governo ouvir a população, passar a fazer reuniões com as associações, podem ter certeza que se vai tomar o rumo certo, fora disso, vai se continuar errando. Finalizando, o vereador agradeceu e ressaltou que, como vereador está trabalhando em prol de todos, e podem ter certeza que tudo que for bom para Euclidelândia e para Cantagalo, ele estará lutando junto, pois deseja criar seus filhos, netos e bisnetos em Cantagalo, que é a terra dos seus sonhos. Dando continuidade, fez uso da Tribuna o Ver. José Augusto Filho, para inicialmente cumprimentar a todos e após isso, disse que a sessão itinerante é também para prestar contas, ele já fez cinquenta indicações, vários projetos de lei, Euclidelândia, por exemplo, fez a indicação de uma ambulância básica para atendimento de saúde do distrito, indicação de reforma e ampliação da capela velório em conjunto com o Ver. Sebastião, também tem um projeto de lei que dá incentivos para empresas se instalar no município, que está nesta Casa para ser votado, projeto de lei que dá prazos a exames e consultas, dando prioridades aos idosos e a pacientes com câncer, além de título de cidadão para doutor Alexandre, o qual fez questão de apresentar em Euclidelândia, por considerar que o médico teve uma participação muito importante no distrito. Comentou ainda, a moção apresentada ao Jornal da Região, pois considera que o jornal tem uma participação muito importante no município, apesar de já ter tido número muito maior de funcionários, que reduziu um pouco, mas isso é por culpa da internet. Finalizando, o vereador disse que, fez representações, não contra o governo Saulo, mas há muito tempo se vem fazendo acumulo indevido de cargo tem gente que tem um salário, um FGE e uma secretaria acumulando, então, ninguém teve coragem de fazer isso, porque cutuca muita gente, mas nenhuma lei municipal vai sobrepor-se à constituição, essa foi sua colocação para o prefeito, e se ele estiver certo lutará para que isso seja regularizado. Na sequência, fez uso da Tribuna o Ver. Jorge Quindeler para dizer do seu prazer de estar no distrito de Euclidelândia para mais uma sessão itinerante, como vereador vem trabalhando por todo o município, há pouco tempo esteve visitando os distritos junto com o vereador Sebastião, vendo o trabalho de patrolamento das estradas vicinais, puderam acompanhar e ver que o trabalho foi muito bem feito, tem algumas reivindicações dos moradores de Euclidelândia, principalmente da área rural, que levaram ao prefeito que, ficou de no futuro dar apoio com uma ponte perto do Dejair Boquimpani, do Audi e alguns bueiros. Estiveram também no Paraíba, ele e o vereador Sebastião, pessoa que está sempre com ele visitando distritos e bairros, pessoa que tem coerência, tem caráter forte e é seu companheiro, ressaltando que, estará sempre junto com os demais vereadores trabalhando por Cantagalo. Em seguida, fez uso da palavra o Ver. Ocimar Ladeira, que inicialmente cumprimentou a todos, e falou da honra que é trabalhar ao lado do Ver. Sebastião, pessoa humilde e simples. Continuando a sua falação, o Ver. Ocimar Ladeira disse que, nunca defendeu nada sobre o governo anterior, mas hoje parece que foi o pior governo, mas para ele não foi, porque cada um tem uma passagem na política, o prefeito anterior teve várias passagens, como chuvas e enchentes que atrapalharam um pouco, em sua opinião, tem que agradecer aquele governo que passa que deixa o trabalho dele de acordo com o governo itinerante que passou em cada distrito. Agora o Prefeito Saulo vai começar a administrar a cidade, tomara que daqui a quatro anos possam agradecer pelos quatro anos que ele ficará de frente na prefeitura, porque é difícil lidar com o dinheiro público e saber onde deverá ser investido, cada um pensa de uma forma, mas tem certeza que se o governo anterior não fosse tão certinho, não teria 88% de aprovação nas pesquisas quando encerrou o seu mandato. Por isso acha que um prefeito que sai com 88% de aprovação no município de Cantagalo, não pode ter sido tão ruim assim, o defende porque o conhece, sabe que ele é um pouco exigente, um pouco grosso, mas na parte da administração, põe sua mão no fogo por ele, e tem certeza que 2012 para trás, foi o melhor prefeito para Cantagalo, atuou em todas as áreas, em todos os distritos, razão pela qual, deseja que daqui a quatro anos ele possa falar a mesma coisa do Prefeito Saulo, tem certeza que vai falar, porque vai fazer um bom governo. Finalizando, agradeceu a presença de todos e, a presidente Renata agradeceu por ter trazido a sessão para os distritos, para que pudessem falar mais do trabalho deles. Finalizando o uso da Tribuna, fez uso da Tribuna o Ver. Ciro Fernandes para agradecer a população de Euclidelândia, e parabenizou o Ver. Sebastião, pelo trabalho e pela luta, pois acompanha de perto. Disse também que, o Ver. Antônio Geraldo é o vereador de mais tempo de Casa, e em sua opinião, a câmara de hoje é muito melhor do que outras passadas, hoje eles vem discutindo, fazendo projeto há divergências entre os vereadores, mas é tudo em prol de Cantagalo, razão pela qual, parabenizou a todos os vereadores e agradeceu mais uma vez a população de Euclidelândia. Finalizando os trabalhos, a presidente disse que conforme lido no expediente do Poder Legislativo, várias moções foram apresentadas para a sessão desta noite. Sendo assim, convidou à senhora Niuza Xavier Mendes Rozalino, para receber a Moção de Parabenização das mãos do Ver. Sebastião Cesário. Em seguida, a presidente convidou à senhora Isaura Brites Peixoto, para receber a Moção de Parabenização das mãos do Ver. Sebastião Cesário. Na sequência, a presidente convidou à senhora Esmerinda Machado Carvalho, para receber a Moção de Parabenização das mãos do Ver. Sebastião Cesário. Finalizando, a presidente convidou o senhor Adelino Daflon Machado, para receber a Moção de Parabenização das mãos do Ver. Antônio Geraldo Lima. Nada mais havendo a ser tratado, a Presidente anunciou para a ordem do dia da próxima sessão as matérias que ficarem prontas. Agradecendo a presença de todos, deu por encerrada a sessão, que, para constar eu, Antônio Geraldo Moura Lima, 1º Secretário lavrei a presente ata que vai por mim assinada, pelo Presidente e pelo 2º Secretário. Sala das Sessões Patrono Cívico Tiradentes, em 03 de outubro de 2013.

Recent Works

Back-To-Top
Skip to content