Atas das Sessões Plenárias

Ata da 103ª Sessão Ordinária do quarto período de Legislatura da Câmara Municipal de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro

Ata da 103ª Sessão Ordinária do quarto período de Legislatura da Câmara Municipal de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, realizada aos dezenove dias do mês de agosto de 2014, às 18 horas e trinta minutos, sob a Presidência da Vereadora Renata Huguenin de Souza e que contou com a presença dos Vereadores Antônio Geraldo Moura Lima, Carlos Tadeu da Silva Leite, José Augusto Filho, Ocimar Merim Ladeira, Rafael Silva Carvalhaes e Sebastião Carvalho Cesário a exceção dos Vereadores Ciro Fernandes Pinto, Emanuela Teixeira Silva, Homero Ecard Roque e Jorge Carlos Carvalho Quindeler. Em seguida, a Presidente justificou que a ata da sessão anterior não ficou pronta, ficando a sua leitura para a sessão seguinte. Na sequência, a Presidente solicitou a leitura do expediente recebido que constou do seguinte: PODER EXECUTIVO: Mensagem n.º 037/2014; PODER LEGISLATIVO: Parecer da Comissão de Educação, Saúde e Assistência ao Projeto de Lei n.º 044/2014; Parecer da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização, ao Projeto de Lei n.º 044/2014; Indicações n.º 043 e 044/2014, do Ver. Ocimar Merim Ladeira; EXPEDIENTES DIVERSOS: Ofício IPAM n.º 175/2014. Em seguida, a presidente convidou a todos para de pé acompanharem a leitura do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus, Capítulo 19, Vers. 23- 30. Em seguida, segundo a ordem de inscrição fez uso da palavra o Ver. Ocimar Ladeira para justificar sua falta à sessão anterior, pois estava a caminho, mas seu carro deu defeito e não pode continuar. Em aparte, o Ver. Rafael Carvalhaes justificou que não foi à sessão anterior por problemas de saúde. Após isso, o Ver. Ocimar justificou sua indicação, mas salientou que na indicação diz que a rua se encontra em péssimo estado, entretanto, a rua está em boas condições, mas ali atrás da Real, a rua é de paralelo e muito íngreme, quando chove fica muito escorregadia, então, os moradores estão pedindo para colocar asfalto na parte mais inclinada da rua. Além disso, ele contou e, realmente não tem um bueiro com tampa, isso não é culpa do prefeito, pois foi o próprio loteamento que fez o calçamento e não botou as tampas, por essa razão, solicitou ao prefeito, que se possível coloque essas tampas parta evitar acidentes. Lembrou também, que no Loteamento Terra Morada do Sol, fez indicação, um morador usou a tribuna livre e, só passaram a máquina, não fizeram as tampas dos bueiros como foi pedido. Essa é outra coisa que o Executivo tem que olhar, para que os moradores não retornem com as mesmas reclamações, pois sabe que o asfalto vai demorar um pouco, mas os pequenos consertos poderão ser feito de imediato. Nada mais havendo a ser tratado, a presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a sessão, que, para constar eu, Antônio Geraldo Moura Lima, 1º Secretário lavrei a presente ata que vai por mim assinada, pelo Presidente e pela 2ª Secretária. Sala das Sessões Patrono Cívico Tiradentes, em 19 de agosto de 2014.

Tags:

Deixe seu Comentário

Recent Works

Back-To-Top